INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial
|
Governo de Portugal - Ministério da Justiça
  • INPI
  • Propriedade Industrial
 
  • Marcas
  • Patentes
  • Design
  • Contactos
Símbolo de Acessibilidade à Web. [D] Twitter Facebook
 

Valorização da PI

IPscore® 2.1


O IPscore® 2.1 é uma ferramenta para a avaliação de patentes e de projectos ou resultados de investigação e desenvolvimento tecnológico criada pelo Instituto Europeu de Patentes a partir da ferramenta IPscore® 2.0, originalmente desenvolvida pelo Danish Patent and Trademark Office e pelo Professor Jan Mouritsen, da Copenhagen Business School.

O IPscore® 2.1 é uma ferramenta simples e de fácil manuseamento pelo utilizador que pode ser utilizada por qualquer empresa ou instituição que detenha um portfolio de patentes ou de projectos de investigação, tendo sido desenvolvida com a finalidade de os apoiar na definição da sua estratégia de protecção das invenções por via do direito de patentes, auxiliando-os a identificar quais as invenções cujo valor ou potencial de exploração justificam a referida protecção. Esta ferramenta é especialmente dirigida às PME´s.

A avaliação efectuada pelo IPscore® 2.1 abrange as vertentes qualitativa e quantitativa, através da disponibilização de uma previsão/estimativa financeira do net present value da patente ou projecto em avaliação.

Os resultados obtidos pelo IPscore® 2.1 são exibidos através de um conjunto de gráficos, acompanhados por um Relatório que visa facilitar a comunicação dos resultados da avaliação.

O IPscore® 2.1 é disponibilizado gratuitamente aos utilizadores no sítio do Instituto Europeu de Patentes.

 

Faça o seu registo e o download do IPscore® 2.1.


Saiba mais sobre o IPscore® 2.1

O IPscore® 2.1 é:

  • Uma ferramenta para a avaliação e gestão de patentes e projectos de IDT;
  • Um catalisador para a criação de uma “cultura” sobre patentes e sua gestão no seio de uma determinada empresa ou Instituição de I&D;
  • Um guia para a identificação de possíveis ganhos e benefícios e para a redução de custos com patentes.

O IPscore® 2.1 pode ser utilizado para avaliar:

  • Patentes individuais;
  • Projectos e Resultados de IDT, mesmo que ainda não patenteados;
  • Propostas de Ideias e Projectos de IDT.

O IPscore® 2.1 inclui:

  • 40 critérios/factores de análise;
  • Uma rápida estimativa do valor monetário de uma patente (net present value);
  • Relatórios relativos a uma única patente ou respeitantes a um portfolio de patentes, que ilustram diferentes perspectivas sobre a patente ou projectos de IDT;
  • Uma base de dados que fornece documentação e actualizações da avaliação;
  • Uma análise “radar” que estabelece previsões sobre os desenvolvimentos e tendências futuras;
  • Um esquema dos resultados da avaliação;
  • Uma análise estruturada e independente dos riscos e potenciais benefícios relacionados com a tecnologia, bem como, das necessidades de investimento;
  • Um modelo matriz que torna possível comparar as várias patentes/resultados de IDT avaliados.

Porquê utilizar o IPscore® 2.1?
Uma correcta e eficaz gestão de um portfolio de patentes implica saber usufruir de todos os benefícios e potencialidades inerentes a uma patente de invenção, permitindo-se dessa forma ao seu titular conquistar uma vantagem competitiva face aos demais concorrentes no mercado global.
O IPscore® 2.1 é uma ferramenta de gestão que contribui para o desenvolvimento técnico-científico das empresas e instituições de I&D, promovendo uma adequada protecção e gestão do seu portfolio de patentes e resultados de IDT.
Os princípios e objectivos que nortearam a criação do IPscore® são ilustrados nos pontos seguintes e visam demonstrar como esta ferramenta pode contribuir para uma correcta gestão do portfolio de patentes e resultados de IDT no seio de uma determinada organização:

As Patentes como um mecanismo para a criação de valor acrescentado
As patentes devem ser encaradas não apenas como um documento com valor legal e força jurídica que visa proteger uma solução nova para um problema técnico específico, mas também como uma oportunidade/fonte de negócio. Esta oportunidade ou perspectiva de negócio deriva do facto de a patente conceder ao seu titular a possibilidade de explorar em exclusivo o objecto da invenção, impedindo que terceiros explorem, em determinados mercados ou territórios, essa mesma invenção a não ser que devidamente autorizados pelo referido titular que, por regra, é compensado pela concessão de tais licenças ou direitos de exploração.
O IPscore® disponibiliza uma avaliação global da patente ou de um portfolio de patentes que é cuidadosamente baseada num conjunto de indicadores/factores que poderão influenciar e determinar os ganhos e benefícios que o titular dela(s) pode retirar.

O IPscore® como ferramenta de apoio à decisão
Há muitas formas de explorar os benefícios de uma patente. Esta pode ser, por exemplo, a base de negócio ou de expansão de negócio de uma determinada empresa.
É o caso da LEGO Company, cujo negócio se desenvolveu em redor de um conjunto de patentes relativas a tijolos de construção de plástico. As patentes foram essenciais para o crescimento e reorientação do negócio da outrora empresa de brinquedos de madeira, ajudando à sua evolução e transformação numa grande empresa industrial com perfil e presença multinacional.
A LEGO Company constitui um excelente exemplo de uma empresa que desenvolveu, produziu e comercializou os seus produtos patenteados, tendo sabido retirar todos os proveitos e benefícios inerentes às suas patentes de invenção.
Outras empresas há que estão meramente interessadas em proteger os seus resultados de investigação por via do direito de patentes, com o intuito de licenciarem a sua exploração comercial a outras empresas recebendo em troca determinadas contrapartidas financeiras.
Por isso, existem claramente diferentes maneiras e estratégias de explorar as vantagens económicas das patentes de invenção. Independentemente da estratégia escolhida, o IPscore® 2.1 representa uma importante ferramenta de apoio à decisão relativamente às estratégias de protecção e exploração das patentes de invenção.

À Procura dos “Tesouros Perdidos”…
A aplicação do IPscore® a variadas patentes ou resultados de IDT revelou que muitas empresas e instituições perderam e continuam a perder um número considerável de oportunidades de negócio. Uma patente de invenção não deve ser apenas um documento legal que se submete e depois se arquiva. O IPscore® 2.1 permite identificar e reavivar o potencial e as oportunidades de negócio inerentes a uma patente.
Existem oportunidades não exploradas para o desenvolvimento de novos produtos a partir de uma determinada patente? Ou novos serviços? Poderá uma licença de exploração ser concedida a uma empresa que não compete directamente com o titular da patente?
Estas são algumas das questões que se poderão vir a levantar durante o processo de avaliação do IPscore®, levando à descoberta de verdadeiros “tesouros perdidos” que em muito poderão beneficiar o seu titular.

Identificar Patentes sem valor económico
As patentes vão-se tornando mais dispendiosas ano após ano, em virtude do aumento das taxas de manutenção. O IPscore® 2.1 permite uma avaliação e monitorização contínua das potencialidades económicas de uma patente.
A tomada das decisões relativas ao abandono da patente, ou à implementação de uma nova estratégia de exploração podem assim ser efectuadas com base num conjunto de critérios fiáveis.

Contribuindo para a criação de uma estratégia de Gestão da PI
Uma cuidada aplicação e análise dos resultados do IPscore®, que abranja todas as vertentes e factores de ponderação, facultará ao utilizador um cenário multi-facetado dos benefícios e riscos de uma determinada estratégia de exploração da patente.
À medida que o IPscore® vai sendo aplicado às patentes que integram o portfolio da instituição, esta fica na posse de um conjunto de informações de grande valor e fiabilidade que a apoiarão na definição de uma estratégia de gestão e valorização dos seus activos de PI.

Alinhamento das estratégias de negócio e de gestão da PI
Nem todas as empresas dispõem de uma estratégia documentada ou formal de gestão da sua PI, mas todas as empresas têm uma estratégia de negócio. Uma empresa ou instituição que detenha uma ou mais patentes deve tentar encontrar uma correspondência entre a estratégia de protecção e valorização dos seus activos intangíveis e a sua estratégia de negócio.
Pode, por exemplo, suceder que a estratégia de desenvolvimento de produtos de uma determinada empresa esteja desenhada de modo a que seja lançado um novo produto semestralmente e que a estratégia de protecção e exploração preveja que esses produtos sejam protegidos por via do direito de patentes, tendo em vista a sua exploração exclusiva no mercado por um período de 10 anos.
 O IPscore® 2.1 analisa e combina alguns factores chave relacionados com a patente, tais como: o estado legal, a “força” da patente e o seu alcance de protecção, com outros factores determinantes para a estratégia de negócio da empresa, apoiando a definição do potencial de mercado da invenção, a identificação de eventuais oportunidades de financiamento e o seu impacto no negócio e nas finanças da empresa.


Traduzido e Adaptado do IPscore® Manual disponível para leitura e download integral em: www.epo.org/patents/patent-information/business/valuation/ipscore.html

 

AVISO LEGAL

Direitos de Autor
A ferramenta IPscore® 2.1 está protegida por Direitos de Autor nos termos da legislação internacional vigente. Os Direitos de Autor sobre a ferramenta IPscore® 2.1 são propriedade exclusiva da Organização Europeia de Patentes.

Regras e Condições de Utilização
A utilização da ferramenta IPscore® 2.1 rege-se pelas “General Conditions for the Delivery of EPO information products”.
Todas as menções e referências feitas neste sítio à ferramenta IPscore® 2.1 e ao IPscore® 2.1 Manual, bem como a tradução e adaptação desses conteúdos para disponibilização neste sítio foi efectuada ao abrigo e em respeito pelas “General Conditions for the Delivery of EPO information products”, com o único intuito de informar e esclarecer os visitantes sobre as características, funcionalidades e vantagens da ferramenta.

Utilização da marca registada IPscore®
IPscore® é uma marca registada propriedade da Organização Europeia de Patentes. Toda e qualquer referência à marca IPscore® em relatórios externos e qualquer outro tipo de publicações apenas pode ser efectuada sob a condição de aí expressamente se identificar IPscore® como uma marca registada.

Exclusão de Responsabilidades e Garantias
O IPscore® 2.1 é disponibilizado pela Organização Europeia de Patentes sem qualquer tipo de garantia. A Organização Europeia de Patentes e o Instituto Nacional da Propriedade Industrial declinam toda e qualquer responsabilidade por qualquer perda ou dano sofrido com a utilização desta ferramenta.
O IPscore® 2.1 baseia-se num método matemático e, nessa medida, não se garante a precisão dos resultados e previsões da análise financeira da patente ou resultado de IDT avaliado. O valor económico actual da patente pode variar e ser substancialmente maior ou menor do que o valor calculado pelo IPscore®, uma vez que esse valor pode ser influenciado por uma série de factores de índole comercial ou económica que não fazem parte do modelo matemático.
Todas as decisões tomadas pelos utilizadores do IPscore® 2.1 com base nos seus resultados são da única e exclusiva responsabilidade dos próprios utilizadores.
A Organização Europeia de Patentes e o Instituto Nacional da Propriedade Industrial declinam toda e qualquer responsabilidade pelas decisões tomadas pelos utilizadores da ferramenta IPscore® 2.1, designadamente, aquelas relacionadas com investimentos, abandono de patentes ou qualquer outra decisão de carácter comercial, económico ou financeiro.

Informações adicionais disponíveis em: www.epo.org/patents/patent-information/business/valuation/ipscore.html

 
  • Serviços Online
  • Pesquisas
  • Boletim da PI
  • Marcas
  • Patentes
  • Design
  • B2B
Academia de PI INPI Internacional Biblioteca Digital Observatório da PI Anti-Contrafacção Valorização da PI